Av. Ana Cândida Sandoval Trigo, 515

A REGIÃO

Nossa cidade esta localizada no litoral sul paulista, na região do vale do Ribeira. Pertencente à região administrativa de Registro, integra-se na Bacia Hidrográfica do Ribeira e situa-se no corredor do MERCOSUL, entre duas importantes capitais: São Paulo e Curitiba. Tem acesso fácil, devido à duplicação (quase total) da BR-116, seja por São Paulo (208 km) ou pelo Paraná (Curitiba – 260 km).

Rica em belezas naturais, nossa querida cidade abriga em seu território aproximadamente 70% de área natural protegida, que inclui a Estação Ecológica dos Chauás e cerca de 85% da Estação Juréia – Itatins, alem de estar parcialmente na Área de Proteção Ambiental (APA Cananéia – Peruíbe).

Iguape revela características geográficas bastante peculiares. Seu extenso território de 1.964 Km² apresenta rios, morros, manguezais, praias e cachoeiras, compondo uma amostra singular de ecossistemas associados, além das reservas de Mata Atlânticas do Sudeste, tombadas pela UNESCO no ano 1999 como Patrimônio da Humanidade.

Além das belezas naturais, possui atrativos culturais, históricos e religiosos. Fundada em 1538. Encontrou no passado sustentação econômica nos ciclos do ouro e do arroz, período em que foram construídos os casarões coloniais, hoje tombados como patrimônio histórico da humanidade. Suas principais atrações turísticas vêm justamente da cultura tradicional, da herança história, das belezas naturais e da fé, que leva milhares de romeiros a festejarem o Bom Jesus de Iguape e Nossa Senhora das Neves, a padroeira.


Iguape – De onde vem esse nome?

Oficialmente fundada em 3 de dezembro de 1538, data em que é comemorado o seu aniversário, Iguape era em 1577 a Freguesia de Nossa Senhora das Neves de Iguape, que se Transformou em Vila por volta de 1635. Em 3 de abril de 1849, a antiga vila chega à categoria de cidade com o nome de Bom Jesus da Ribeira, mudado pra Bom Jesus de Iguape, atingindo em 20 de março de 1858 a categoria de Comarca.

A palavra Iguape em tupi-guarani tem a seguinte grafia e significado: u’wa (seio d’água, “água redonda”, enseada, baía, bacia fluvial, lagamar) + pe (em). Portanto, o nome da cidade significa “na enseada” , “no lagamar” , ” na bacia fluvial”. O nome é bem apropriado, uma vez que seu primeiro núcleo foi estabelecido em frente à Barra de Icapara, descrevendo exatamente a forma física e geográfica da região.